Pesquise termos e artigos

O que é um investimento anjo?


Depois de passar pelo processo de validação de uma ideia e ter sua perspectiva de crescimento já calculada, o objetivo primeiro de todo jovem empreendedor é encontrar o investimento necessário para inserir seu negócio no mercado com impacto. Por consequência, também, tornar-se conhecido e ver as ações da empresa subindo e atraindo cada mais olhares do mercado consumidor. Assim, chegamos ao Investimento Anjo.

Mas, você sabe de fato como um investidor-anjo pode agir na sua startup?

O termo anjo é utilizado pelo fato de não ser um investidor exclusivamente financeiro que fornece o capital necessário para o negócio, mas também o auxílio ao empreendedor com conhecimentos, experiência e rede de relacionamento para orientá-lo e aumentar suas chances de sucesso.

Os investidores-anjo geralmente são (ex-) empresários, executivos e profissionais liberais experientes. Estes focam seus esforços em projetos disruptivos e escaláveis, tornando-se sócios minoritários das startups. Isso os priva do controle executivo da empresa, deixando-a nas mãos de seus idealizadores, limitando suas ações a mentor ou conselheiro, não sendo responsável direto pelas tomadas de decisões.

Mas, não é pelo fato de o investidor não assumir cargos diretivos que devemos nos enganar. O objetivo do investimento está baseado no retorno e, consequentemente, em um impacto positivo para a sociedade através da geração de oportunidades de trabalho e de renda. Deste modo, é importante para o startupeiro se apoiar no investidor para obter o melhor referencial empreendedor, já que, normalmente, o mesmo trilhou uma carreira de sucesso, acumulando recursos suficientes para investir em novos projetos.

A consciência de que o investidor assume o risco junto com o empreendedor deve servir de alerta, já que o dinheiro arrecadado nas rodadas de investimento não são um presente, mas uma aposta e a firmação de um compromisso. Para amenizar estes riscos, muitas vezes o investimento anjo é feito por um grupo de investidores. O investimento total por empresa é, em média, entre R$ 200 mil a R$ 500 mil, podendo chegar a R$ 1 milhão em uma primeira rodada. A entidade Anjos do Brasil, grande referência do segmento no país, aponta três características para esse tipo de investimento:

1. É efetuado por profissionais (empresários, executivos e profissionais liberais) experientes, que agregam valor para o empreendedor com seus conhecimentos, experiência e rede de relacionamentos além dos recursos financeiros, por isto é conhecido como smart-money.

2. Tem normalmente uma participação minoritária no negócio.

3. Não tem posição executiva na empresa, mas apóiam o empreendedor atuando como um mentor/conselheiro.

A legislação brasileira permite que o investidor-anjo também tenha “direito de venda conjunta da titularidade do aporte de capital, nos mesmos termos e condições que forem ofertados aos sócios regulares”. Aqui, a legislação inclui entre os direitos do investidor-anjo a conhecida cláusula tag along (bastante utilizada nas sociedades anônimas). Dessa forma, em caso da venda das ações de um acionista a terceiros, o investidor-anjo também poderá vender sua participação na startup pelas mesmas condições que os sócios estão vendendo. Protege-se, assim, o investidor-anjo da obrigação de continuar investindo numa empresa que será gerida por novos sócios, com os quais pode não estar de acordo.

Desta forma, a Lei Complementar número 155/16 deve contribuir para um ecossistema mais seguro para empreendedores e investidores, facilitando investimentos e o aporte de recursos, podendo inflar o mercado.

Inseridos neste ecossistema, nosso objetivo com o Start Zero e a Gramado Summit é justamente esse: lutar com os startupeiros e investidores por melhores condições e, acima de tudo, os aproximar de projetos inovadores para alavancar as mais promissoras startups do país. Afinal de contas, o investimento anjo é o que alimenta e dá o impulso ao ecossistema já na base. Sem novas ideias, a inovação brasileira teria prazo de validade. Ao mesmo tempo, no entanto, é necessário 

O StartZero é um manifesto em favor do empreendedorismo de inovação. Nós buscamos a revolução na base. Queremos colocar em evidência projetos que mudarão o futuro nos próximos anos e soluções que já estão transformando mercados agora.

Nossa missão é dar destaque para o mercado mais importante da Nova Economia. No entanto, direcionamos nossos holofotes para a parcela dele que não recebe o destaque merecido. Por isso, noticiamos projetos jovens capazes de se adaptar a realidade dos negócios, visando transformar o mundo em que vivemos.

Conosco, uma série de mantenedores acreditam neste ideal. Com eles, nós oferecemos a base e a vitrine necessárias para que jovens empreendedores se tornem conhecidos no mercado independente do estágio de sua startup. Com esse propósito, poderemos tirar grandes projetos do anonimato e, como consequência, mudar o rumo tradicional das coisas.

O StartZero é um manifesto em favor do empreendedorismo de inovação.