Pesquise termos e artigos

Você sabe o que são os “C-levels”?

Por Willian de Rosso e Layon Lopes*

Você, novo no ecossistema de startups, empreendedor ou mero simpatizante do mercado de tecnologia sabe o que são os tão famosos CEO, CTO e CFO? Não? Pode ter certeza que esta questão gera grande confusão até mesmo para os antigos players do mercado!

Em síntese, estas siglas são utilizadas para nomenclatura dos mais altos cargos de áreas dentro de uma empresa. Não importa se é uma empresa que acabou de ser constituída ou se já é um unicórnio do ecossistema, estas siglas estão presentes no linguajar de todo empreendedor.

Assim, para facilitar a sua vida e tirar as suas dúvidas, segue a lista de siglas mais utilizadas:

CEO (Chief Executive Officer) – Diretor executivo;

CFO (Chief Financial Officer) – Diretor financeiro;

CTO (Chief Technology Officer) – Diretor de tecnologia;

CIO (Chief Information Officer) – Diretor de TI;

CBO (Chief Business Officer) - Diretor de negócios;

CCO (Chief Communications Officer) - Diretor de comunicações;

CLO (Chief Legal Officer) - Diretor jurídico;

COO (Chief Operation Officer) – Diretor operacional;

CMO (Chief Marketing Officer) – Diretor de marketing;

CPO (Chief Product Officer) – Diretor de produtos;

Existem vários outros tipos de “C-levels”, mas o que você deve entender é o motivo pelo qual eles são utilizados.

Há quem diga que o uso destas siglas é por puro modismo, utilizado por aqueles empreendedores que gostam de elevar a sua importância dentro de uma empresa. Entretanto, um dos reais motivos destas siglas é, principalmente, conceder ao líder de uma área dentro da empresa a força de sua voz perante aos demais “C-levels” da empresa. Desta forma, em uma reunião da empresa, a voz de cada “C” é igualitária, até mesmo do CEO (cargo mais alto da empresa, após o Presidente/dono), que deverá também responder aos demais líderes.

*Lopes é o CEO do Silva | Lopes Advogados e Rosso são integrantes da equipe do escritório.

O StartZero é um manifesto em favor do empreendedorismo de inovação. Nós buscamos a revolução na base. Queremos colocar em evidência projetos que mudarão o futuro nos próximos anos e soluções que já estão transformando mercados agora.

Nossa missão é dar destaque para o mercado mais importante da Nova Economia. No entanto, direcionamos nossos holofotes para a parcela dele que não recebe o destaque merecido. Por isso, noticiamos projetos jovens capazes de se adaptar a realidade dos negócios, visando transformar o mundo em que vivemos.

Conosco, uma série de mantenedores acreditam neste ideal. Com eles, nós oferecemos a base e a vitrine necessárias para que jovens empreendedores se tornem conhecidos no mercado independente do estágio de sua startup. Com esse propósito, poderemos tirar grandes projetos do anonimato e, como consequência, mudar o rumo tradicional das coisas.

O StartZero é um manifesto em favor do empreendedorismo de inovação.