Pesquise termos e artigos

Workbox

Workbox: uma startup que conecta pessoas e processos


Quando a Summit Hub realizou a primeira edição da Gramado Summit, em 2017, uma startup gaúcha ganhou destaque na feira de negócios.  Na época, a Workbox, empresa idealizada em 2015 e com construção finalizada no ano do evento, ainda não operava comercialmente, mas já contava com centenas de usuários no plano FREE. A proposta era inovadora e atraente ao mercado, buscando apenas um empurrãozinho para decolar.

A solução, focada em gestão de processos, nasceu para auxiliar empresas a centralizar processos de gestão operacionais. A ideia é que a ferramenta possa facilitar a vida dos gestores de diversos segmentos, tais como, arquitetura, marketing, publicidade, construtoras e varejo.

"Para nós, problemas de gestão em empresas do ramo criativo eram muito evidentes. Somos insiders há mais de 8 anos. Inicialmente, a ferramenta foi criada para sanar um problema de onde trabalhávamos, porém percebemos que a dor não era só nossa e isso poderia gerar lucros", comenta Anderson Fiuza Garcia, CEO da startup.

Quando o projeto ainda estava se desenvolvendo para chegar com tudo ao mercado, os fundadores Anderson Garcia (CEO) e Kahuê Costa (CTO) viram na Gramado Summit a oportunidade de mostrar o que estavam fazendo para os visitantes do evento e assim gerar mídia e engajamento, mas o que aconteceu foi além das expectativas. No evento, surgiu a oportunidade da startup receber investimento pela aceleradora Cotidiano, representada por um de seus fundadores Wesley Almeida (CEO), que apostou suas fichas e possibilitou um investimento de R$ 100.000,00.

Muito mais do que o recurso, a parceria selada com a Cotidiano deu a Workbox a possibilidade de se reconhecer no segmento em que estava inovando. "Foi um trabalho intenso, principalmente em relação à imersão em nosso mercado e não necessariamente em nosso produto. Antes da Cotidiano tínhamos ideias, agora temos hipóteses que podem ser testadas", continua.

Isso foi possível porque logo após o investimento a startup recebeu uma série de mentorias para seu desenvolvimento e iniciou as operações comerciais em todo o Brasil. Atualmente, a Workbox possui clientes em diversos estados e começou seu processo de expansão para abrir fronteiras para países da América Latina e Europa. “Vimos que apesar de termos diversos concorrentes de peso, conseguimos nos destacar dentro e fora do país por conta da forma com que simplificamos os processos” comentam os sócios.

"Os desafios para se emprender no Brasil são diversos, mas entre burocracias e impostos, o que mais faz falta é o suporte inicial relacionado a como fazer. Colocar em prática é algo que necessita muito sacrifício e coragem em nosso país, porém empreendedores iniciantes poderiam ter mais suporte para o start. Nossa equipe acredita que Gramado Summit nos deu coragem para desbravar novos rumos. Sabemos que estamos só começando", completa Garcia.

O StartZero é um manifesto em favor do empreendedorismo de inovação. Nós buscamos a revolução na base. Queremos colocar em evidência projetos que mudarão o futuro nos próximos anos e soluções que já estão transformando mercados agora.

Nossa missão é dar destaque para o mercado mais importante da Nova Economia. No entanto, direcionamos nossos holofotes para a parcela dele que não recebe o destaque merecido. Por isso, noticiamos projetos jovens capazes de se adaptar a realidade dos negócios, visando transformar o mundo em que vivemos.

Conosco, uma série de mantenedores acreditam neste ideal. Com eles, nós oferecemos a base e a vitrine necessárias para que jovens empreendedores se tornem conhecidos no mercado independente do estágio de sua startup. Com esse propósito, poderemos tirar grandes projetos do anonimato e, como consequência, mudar o rumo tradicional das coisas.

O StartZero é um manifesto em favor do empreendedorismo de inovação.